domingo, 30 de novembro de 2014

Papa Francisco em Istambul, Turquia.

O Papa Francisco desembarcou neste sábado (29) em Istambul, segunda etapa da visita dele à Turquia, e foi recebido por Bartolomeu I, líder da Igreja Ortodoxa grega.
O Papa e o Patriarca de novo juntos, desta vez, na antiga Constantinopla. Sem carro blindado, Francisco chegou ao centro de Istambul. Na Mesquita Azul, imensa, com seis minaretes, tirou os sapatos, respeitando a tradição muçulmana, e rezou ao lado do mufti Rahmi Yaran, um especialista na lei islâmica.

O Papa ouviu orações do Alcorão e meditou com o corpo voltado para Meca, a cidade da Arábia Saudita sagrada para os muçulmanos. Depois, visitou o Museu de Santa Sophia, que durante quase mil anos foi a maior catedral do mundo, sede da igreja cristã de rito bizantino, que se tornou um museu no século XX.

Fechando o dia, o Papa celebrou uma missa para um grupo de católicos. E, em mais uma tentativa de unir os cristãos, Francisco se reuniu com Bartolomeu I, patriarca ecumênico de Constantinopla.
Para turcos e turistas, uma viagem que pode contribuir para a paz na região.
“Eu estava lendo sobre a religião deles e tem muita coisa parecida com a nossa. Então, por que não unir as forças?”, diz a turista brasileira Maria de Lourdes Perrota.
O Papa rezando no templo muçulmano foi a imagem mais forte do dia, definida pelo porta-voz do Vaticano como um grande momento do diálogo entre as religiões.
Fonte: http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2014/11/em-viagem-turquia-papa-francisco-defende-dialogo-entre-religioes.html

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Padre Zezinho - Oração Pela Família


O que somos sem Jesus?


Todos os dias passamos por várias dificuldades, problemas que nos deixam tristes, com várias dúvidas e às vezes com depressão. E somente nas horas difíceis procuramos a ajuda de Jesus. Isso infelizmente não deveria acontecer, pois sempre temos que ter Jesus em nosso coração 24 horas por dia. Colocar nossas vidas na mão Dele.
Então que nunca possamos deixar Jesus de lado e recorrer a Ele somente quando vier alguma dor.  Sem Jesus não somos absolutamente nada. Nunca desista dos seus propósitos e objetivos sempre pedindo a ajuda do nosso Salvador.  Coloque Jesus Cristo em seu coração todos os dias!

Fazer o Bem.

O que é fazer o bem? O que é esse bem? Caríssimos amigos e amigas, hoje em dia acontecem coisas em nossa volta, que traz surpresas para todos. Acontecem fatos surpreendentes no trânsito, nas escolas, no trabalho, em casa...
Porém, muitos desses ocorridos não são bons em termos de cidadania, meio ambiente, amizade, empregos, etc. Violências, traições, mentiras, tentações crescem cada vez mais. Ou seja, um mundo que está cheio de problemas. Por outro lado existe o bem. O bem é a grande maioria, tanto no Mundo inteiro.
- O bem é estar ao lado ao lado das pessoas em que amamos, que gostamos de ficar junto, falando de coisas e novidades boas da vida.




- O bem é respeitar o próximo, em qualquer ocasião.

- O bem é fazer coisas boas para as outras pessoas ajudando-as respeitando, dando conselhos.

- O bem é respeitar a si mesmo.

Por fim, para acabar com esse mundo de coisas ruins, precisamos fazer o bem e saber praticar para excluir a crueldade, a violência, as guerras, injustiças, enfim. Só vai melhorar se seguirmos essa dica e assim teremos um mundo melhor.


Weslley Coelho da Paixão.

Padre Fábio de Melo - O Sofrimento Não Pode Nos Fazer Desistir.


Padre Fábio de Melo - Vida


Padre Fábio de Melo - Humano Demais.


Padre Fábio de Melo - Tudo é do Pai.


Vocação Com Padre Paulo Ricardo.


Padre Paulo Ricardo - Discernimento Vocacional.

Como discernir a vocação?



Padre Marcelo Rossi - Oração de São Francisco


Padre Marcelo Rossi - Basta querer.


Padre Marcelo Rossi - Noites Traiçoeiras


quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Tempo do Advento

O tempo do Advento, quatro semanas que antecedem o Natal, é oportunidade para um mergulho na liturgia e na mística cristã. É tempo de esperança, preparação alegre para a vinda do Senhor, meio precioso de recordar o mistério da salvação e reavivar os valores cristãos. Começa às vésperas do domingo mais próximo do dia 30 de novembro. Tempo de esperança na renovação de todas as coisas, na libertação das nossas misérias, na vida eterna; esperança que nos forma na paciência diante das dificuldades e tribulações da vida. É tempo propício à conversão, a "preparar o caminho do Senhor", vencendo o pecado, por meio de uma disposição maior para a Oração e mergulho na Palavra. O Advento deve ser celebrado com sobriedade e discreta alegria. Flores e instrumentos musicais sejam usados com moderação, para não antecipar a plena alegria do Natal de Jesus. Coroa do Advento  Entre os símbolos do Advento, está a coroa ou grinalda, feita de galhos verdes entrelaçados, formando um círculo; nele são colocadas quatro velas representando as quatro semanas do Advento. A cada domingo uma vela é acesa; no 1° domingo uma, no segundo duas e assim por diante, até serem acesas as quatro velas no 4° domingo. ·. A Coroa de Advento tem a sua origem em uma tradição pagã européia. No inverno, acendiam-se velas que representavam o “fogo do deus sol”, na esperança de que a sua luz e o seu calor voltassem. Os primeiros missionários aproveitaram esta tradição para evangelizar as pessoas. Partiam de seus costumes para anunciar-lhes a fé.   A coroa apresenta símbolos: Forma circular - O círculo é símbolo do amor de Deus que é eterno, sem princípio, sem fim; também do nosso amor a Deus e ao próximo que nunca deve terminar. Além disso, o círculo dá uma idéia de união entre Deus e as pessoas, como uma grande “Aliança”. Ramas verdes - É a cor da esperança e da vida. Deus quer que esperemos a sua graça, o seu perdão misericordioso e a glória da vida eterna.  Quatro velas - Simbolizam as quatro semanas do Advento. No início, a coroa sem luz recorda-nos a experiência de escuridão do pecado. Na medida em que se aproxima o Natal, vamos acendendo uma a uma as quatro velas, representando assim a chegada, entre nós, do Senhor Jesus, luz do mundo, que dissipa a escuridão.   Quanto à cor das velas, podemos usar: A) Três roxas e uma rosa: A cor roxa é um convite a purificar os nossos corações, para acolher o Cristo que vem. A cor rosa, no terceiro domingo, é um chamado à alegria, pois o Senhor está próximo. Detalhes dourados prefiguram a glória do Reino que virá. B) Quatro velas nas cores litúrgicas: Roxa - cor penitencial que lembra o perdão concedido a Adão e Eva. Vermelha - expressa a fé de Abraão e demais Patriarcas. Branca - simboliza a alegria do rei Davi que recebeu de Deus a promessa de uma aliança. Verde - recorda os Profetas que anunciaram a chegada do Salvador. C) Na falta de velas coloridas, podemos usar velas brancas ou amarelas, decorando-as com as cores das opções anteriores.   Que a nossa preparação para o Natal de Jesus seja alegre e cristã!
 Ir. Zuleides, ascj 

Fonte: Revista Triunfo do Coração de Jesus - Edição de Natal 2009ip

terça-feira, 25 de novembro de 2014