segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Papa no Angelus: “Quem escuta a Jesus, entra no Reino de Deus”

“Quem escuta a Jesus Cristo e o segue, entra no Reino de Deus”, afirmou o Papa Francisco antes da oração mariana do Angelus deste domingo, 25. Falando do Evangelho do dia (Mc 1,14-20) que relata o início da pregação de Jesus na Galileia, Francisco explicou que São Marcos faz ver como “Jesus inicia os caminhos na sua terra para levar a todos, especialmente aos pobres, o Evangelho de Deus”.
Segundo o Papa, Jesus é o cumprimento das promessas divinas, porque dá ao homem o Espírito Santo, que é “água viva”, que sacia o coração sedento de vida, de amor, de liberdade e paz, enfim, “sedento de Deus”.
Neste sentido, Francisco recordou a mulher samaritana à qual Jesus pediu: “Dai-me de beber”, frase tema da Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos que terminou neste domingo, 25, na Itália. Disse ainda que iria à Basílica de São Paulo Fora dos Muros para rezar pela unidade de todos os que creem em Cristo. “Jesus nos quer todos unidos”, reforçou o Papa.
Depois de rezar o Angelus, o Papa demonstrou sua preocupação pelos eventos ocorridos na Ucrânia, e pediu que se retorne ao diálogo a fim de que se encerrem as hostilidades.
O Santo Padre lembrou ainda que neste domingo, 25, se celebra a Jornada Mundial dos enfermos de lepra, e assegurou sua proximidade a todos os afetados e a seus cuidadores.
Por fim, saudou os diferentes grupos de peregrinos que estavam na Praça São Pedro, de diversas partes do mundo, em especial à comunidade filipina em Roma, país onde esteve dias atrás em viagem apostólica. “O povo filipino é maravilho, sua fé é forte e alegre”, disse o Santo Padre diante de centenas de filipinos espalhados pela Praça São Pedro.
Ação Católica de Roma
Ainda após o Angelus, duas crianças da Ação Católica de Roma, Sara e Matteo (foto abaixo), leram da janela do Palácio Apostólico, junto ao Papa, uma mensagem de paz.
As crianças explicaram ao Papa que a intenção era testemunhar o desejo de paz de muitas pessoas em um tempo onde “há uma grande necessidade de estar em paz, com a alegria do Senhor, de ser feliz e sorrir”. Indicaram que, como crianças, estão aprendendo de seus pais, professores, do Papa, e sobretudo da Palavra de Deus, a conhecer suas qualidades e a utilizá-las para construir a harmonia entre todos.
Depois, expressaram ao Santo Padre sua convicção de que a paz só poderá existir se todos se reconhecerem irmãos. “Só assim os conflitos terminarão”, disse a menina Sara. Finalmente, disseram ao Papa que rezam por ele e afirmaram em espanhol: “Te queremos mucho”.
A participação das crianças no Angelus deste domingo, 25, se deu por ocasião da Caravana da paz e do projeto “Da vida à paz” que desta vez tem por lema a afirmação: “Paz é a solução”.
Por Canção Nova com Rádio Vaticano

Nenhum comentário:

Postar um comentário